Gestão de Governança, Riscos e Compliance – GRC

Nos últimos anos, e, em 2019, em especial, muito se ouviu falar sobre compliance e a necessidade de aderir a um Programa de Integridade que, em suma, consiste na observância pelas empresas da legislação incidente em suas respectivas áreas de atividade.

Traduzindo para a prática, o programa se trata de uma construção específica de relevantes instrumentos de gestão empresarial que, além de reduzir riscos ao negócio, trazem segurança e transparência nos seus atos, permitindo rever e/ou maximizar os seus processos e os seus resultados.

Mesmo? Mas porque se fala em Compliance anticorrupção e em Compliance Regulatório?

No Brasil, a primeira norma especificamente atribuída ao Compliance foi a Lei n. 12.846/2013, que, por seu conteúdo específico, ganhou o apelido de “anticorrupção”. Algum tempo depois começou-se a discutir o objetivo de “regularidade” do termo em inglês “to comply” que traduzido o mais próximo possível em português, resultou nesse viés.

Ocorre que “regularidade” significa aderir às normas externas, obrigatórias, mas também às internas, de gestão e cultura de cada empresa! No cenário em que as empresas costumam enfrentar pressões enormes em um ambiente cada vez mais competitivo, rever e melhorar resultados já é a cereja do bolo.

Mas, em época de pandemia, essa cobrança se intensificou ainda mais, onde concorrentes têm tempos de resposta cada vez mais rápidos em inovação e lidamos com alterações constantes nos requisitos legais, políticos, culturais e técnicos.

Para apimentar mais as coisas, leis e práticas de negócio em outros países e culturas também impactam na operação das empresas cada dia mais, reforçando que as organizações necessitam reconsiderar o modo com que encaram seu nível de gestão.

Aí entra o GRC

que, aqui na Holanda Empresarial, nós implantamos como Governança – Riscos e Controladoria, porque Controladoria e Compliance são indissociáveis na gestão moderna. O GRC oferece mecanismos para controlar o modo como as empresas operam. Uma abordagem integrada de GRC possibilita que as empresas gerenciem os requisitos de riscos e conformidade relacionados com práticas ambientais, processos, parceiros de negócio, políticas internas, assim como com atividades financeiras, operacionais, de TI e de todos os outros aspectos da empresa.

É claro que todas as atividades do negócio envolvem riscos resultantes de incertezas. Entretanto, somente aquelas empresas que estão preparadas para responder aos riscos ativamente podem desenvolver estratégias que resultarão em sucesso para suas organizações. Logo, riscos precisam ser gerenciados e mitigados.

Portanto, em tempos difíceis e incertos, é PRIMORDIAL saber os riscos envolvidos no negócio, procurando reconhecer os processos para que se possa utilizar mecanismos de controle e mediação para saná-los.

Quer saber mais, falar com a gente ou vir tomar um café com a gente? Nosso número para contato via ligação ou WhatsApp é: (62) 4141-1053. Estamos a disposição para qualquer dúvida ou auxílio!

Fique de olho nas nossas redes sociais para mais novidades!

Sobre a autora

Denise de Holanda é fundadora da Holanda Empresarial, instituição que há mais de 5 anos auxilia empreendedores no processo de crescimento no mercado.

Para conhecer mais sobre da empresa, clique aqui!

 

Seguro de extrema importância, popular em outros países e ainda pouco praticado no Brasil, trata-se de um seguro de vida, destinado a proteção dos sócios de uma determinada empresa, tendo como principal beneficiário do seguro a própria entidade. Tem como objetivo a proteção financeira, administrativa e operacional da empresa no caso do falecimento de um dos de seus sócios.

Para elaboração deste trabalho é importante estabelecer procedimentos que resguardem a empresa em relação à compra das cotas societárias de seus respectivos herdeiros.

Os custos referentes a esse processo são pouco impactantes ao fluxo de caixa da empresa, tendo um custo-benefício de extrema relevância. Vale lembrar que o pagamento do seguro pode ser feito pela própria empresa ou por cada sócio.

A realização deste trabalho deve ser elaborado por uma empresa competente, imparcial e especializada para garantir qual o melhor desenho, visando atender a necessidade da empresa e de seus sócios.

 

Sobre o autor

Murilo Campos é consultor de seguros há 8 anos, especialista em seguros corporativos, grandes riscos, pessoas e benefícios.

Para conhecer mais sobre o trabalho do Murilo, entre em contato:

Celular/WhatsApp: 62-98161-2604
E-mail: murilo@mabelcorseguros.com.br