Blog

Marketing Jurídico: Qual estratégia não posso deixar faltar?

Marketing Jurídico
  • MaxJus MaxJus
  • Jurídico
  • 0 comentário

O marketing jurídico ocupa – ou pelo menos deveria ocupar – um espaço importante dentro do planejamento de um escritório ou de um profissional autônomo no ramo da advocacia.

As universidades não costumam oferecer abordagens sobre métodos de prospecção, vendas e relacionamento com o cliente, por isso os advogados devem extrapolar o conhecimento técnico e ir em busca dessa expertise que é essencial para a saúde dos negócios.

Em razão disso, para falar um pouco mais sobre a importância do marketing jurídico e qual estratégia você não pode deixar de fora de sua atividade, criamos esse artigo para explicar mais sobre o tema. Acompanhe!

Por que dar atenção ao marketing jurídico?

Em meio a constante transformação no modo de fazer negócios, o bom e velho marketing continua sendo um aliado das empresas. No mercado jurídico isso não deve ser diferente!

Falo isso pois muitos profissionais têm dificuldade em enxergar sua prestação de serviços como um autêntico empreendimento que precisa se fazer comunicar com o potencial cliente.

Anteriormente, uma das principais objeções com o marketing na advocacia se dava pelas restrições do Código de Ética da OAB acerca da captação de clientes. Não que isso tenha mudado, mesmo diante de discussões sobre prováveis alterações no modo de fazer publicidade para a área.

Contudo, os tempos mudaram, assim como o comportamento dos consumidores. Se antes um advogado era contratado através de indicações feitas por um conhecido, hoje a procura tem sido em ambiente digital. 

É nesse cenário que o marketing jurídico se torna um diferencial. Essa segmentação do marketing voltada para profissionais do direito tem o objetivo de posicioná-los no mercado e fortalecer suas relações com o cliente.

Além disso, ainda que suas principais ações sejam realizadas de modo on-line, nada impede que o marketing jurídico se faça presente também no off-line.

Criação de conteúdo no marketing jurídico

Eu diria que umas das premissas do marketing jurídico é comunicação estabelecida pela criação de conteúdo relevante

Os escritórios que se empenham em oferecer informações educativas de modo recorrente, conseguem “guiar” seu potencial cliente por uma jornada de reconhecimento de problema, consideração e busca pela solução. 

Além disso, o universo do direito é muito amplo e, na maioria das vezes, complicado. Por que não simplificar isso para as pessoas? Afinal, todos estão pesquisando alguma coisa ao longo do dia nas redes.

Porém, tão importante quanto comunicar, é se empenhar na criação e distribuição de conteúdos personalizados que podem gerar valor e confiança. 

Contratar um advogado não é como ir na padaria e pedir meia dúzia de pães. Cada pessoa vai seguir um caminho específico até o fechamento, e ser guiada por informações ao longo desse processo será uma experiência diferenciada.

Canais de distribuição de conteúdo

Conheça alguns dos canais mais comuns e eficientes que podem ser amplamente utilizado por advogados na distribuição de seus conteúdos:

  • Blogs: Esse é um dos canais que cresceu juntamente com a internet, e ainda vale a pena dedicar um espaço no site ou até mesmo manter um blog separado, para postar materiais explicativos sobre áreas do direito, atualizações e informativos.

 

  • E-mail marketing: Assim como o blog, o e-mail é uma ferramenta antiga que já foi muito desacreditada. Porém, muitos negócios são adeptos de estratégias bem estruturadas de e-mail marketing para manter um bom contato com a base, e consequentemente, aumentar as vendas recorrentes

 

  • Redes sociais: Talvez as redes sociais sejam o local para estar mais próximo do cliente e conhecer seus interesses. Nem sempre vai fazer sentido para o escritório estar em todas as redes, mas é preciso se atentar àquelas que vão gerar maior oportunidade, por exemplo: escritórios de advocacia que prestam serviços para empresas, devem estar presentes no LinkedIn (rede social voltada para o meio corporativo/profissional).

 

  • Youtube: Seguindo a premissa de desmistificar o juridiquês, a gravação de vídeos com simples explicações sobre determinados temas pode ser uma ótima ação para ganhar visibilidade e reconhecimento.

Preciso contratar um especialista em marketing jurídico?

Até aqui apresentamos várias dicas sobre produção de conteúdo no marketing jurídico, e com certeza você deve estar achando que é impossível gerir tudo isso sozinho.

Realmente, se propor a fazer um trabalho consistente com o devido planejamento e acompanhamento de métricas, demanda tempo e atenção que costumam ser destinados às atividades jurídicas. 

Hoje em dia já existem diversos profissionais especializados em marketing jurídico com habilidades para gerir essa área, que deve andar junto com o setor comercial. 

Quando o escritório opta pela contratação de um responsável pelas ações do marketing jurídico, todas as decisões passam a ser melhor qualificadas. 

Se a realidade do advogado autônomo é distante de um escritório já estruturado, vale a pena buscar conhecimentos voltados para o marketing e iniciar sua visibilidade por meio das redes sociais ou quem sabe até um site.

O que não pode é ficar de fora dessa realidade que veio para ficar!

Comentários